segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Sagrada Família, Jesus, Maria e José




Celebrando as alegrias do Natal, somos convidados a contemplar a Sagrada Família, Assumindo a natureza humana, Jesus quis ter a experiência mais intima de cada um de nós: a vida em família, pois, no afeto, no carinho, na partilha do amor, da esperança e da fé, vamos nos tornando cada vez mais humanos. Em família, vamos também aprendendo a exercitar os grandes valores do Evangelho, descobrindo e acolhendo a presença de Deus. Quando a família se constrói verdadeiramente a partir do amor e da fé, nenhuma força do mundo a pode abalar.Agradecendo, pois, a Deus pela família que temos, peçamos por nossas famílias e pela grande família humana.
Com a Sagrada família aprendamos que só em Deus se encontra o ponto de união de um lar. Ser família é ser mais do que várias pessoas morando sob o mesmo teto e só o verdadeiro amor, que vem de Deus, pode transformar uma casa em lar, em família. Por isso vamos nos reunir com os nossos familiares não só nesta época de festas mais sempre para agradecer a Deus pela família que nos deste e pedir ao Senhor que nos una cada dia mais e que em nossos corações saibamos que a família e o tesouro mais precioso que Nosso Senhor nos enviou, pois a verdadeira família é aquela onde aprendemos a amar, respeitar, acolher e socorrer o próximo. É o lugar onde aprendemos a amar a Deus e a viver o dia a dia de acordo com Seus ensinamentos.

domingo, 19 de dezembro de 2010

São José,vivendo sempre o Advento

Entre aquelas pessoas que souberam viver plenamente o Advento,sem dúvida,podemos colocar São José como um dos primeiros da lista.Sua vida foi um constante advento.Nele,encontramos alegria,vigilância e capacidade de mudar os rumos sempre que necessário.
Alguns se assustam porque os relatos bíblicos pouco falam a respeito de São José.Estas pessoas,no entanto,esquecem de que,para o Reino de Deus,vida não é questão de tempo.Refere-se muito mais ao jeito como vivemos o tempo que nos é dado.Sejam muitos ou poucos os anos de nossa existência,eles valem a pena na medida em que nós os vivermos como fez São José.
Ele era um apaixonado,apaixonado por sua maria,pelas tradições de seu povo,pelo menino que acolheu do mais fundo do coração,pelo Deus que lhe vinha ao encontro nos momentos mais difíceis.São José nunca dividiu o amor.Quanto mais amava a mãe do Filho de deus,mais amava o Menino.Quanto mais se esforçava por dar o melhor de si a Mãe e ao Menino,mas amava seu povo e suas tradições.Quanto mais se empenhava na defesa da Sagrada Família,mais amava seu Deus,origem e proteção daquele Santo Lar.
São José era corajoso.O amor de São José não era um amor covarde,que foge diante da primeira dificuldade.Ao contrário,era um amor combativo,um amor que buscou incessantemente local para maria dar a luz,um amor que temeu atravessar o deserto e fugir para o Egito,onde seu povo tinha sido escravizado séculos antes,um amor,enfim,que não temeu empreender viagem de volta à terra natal,à pequena e querida Nazaré.Ali,no convívio com Maria e Menino, no serviço fraterno e acolhedor da carpintaria,junto ao seu povo e suas tradições.José completou sua missão:pai de família da Sagrada Família.
Por fim,a coragem de São José,coragem fundamentada no amor,não tirou dele momentos de dúvida e angústia.Sendo humano,São José também passou por estes sentimentos que a todos assolam.Mas, como homem de Deus,São José soube dar os passos necessários para mudar de rumo sempre que era necessário.


Querido São José Rogai por nós!

sábado, 11 de dezembro de 2010

Senhora da Conceição: Senhora do Amor



Maria foi concebida sem a mancha do pecado original, em previsão dos méritos de Cristo. Jesus é o Salvador e o céu não poupou esforços para preparar carinhosamente a sua vinda. De muitos modos, diz a Sagrada Escritura, Deus falou outrora àqueles que nos antecederam, preparando a chegada do Messias(cf,Hb1,1). O olhar dos gestos amorosos deste Deus que vai se aproximando, mostrando seu amor e sua misericórdia, pacientemente aceitando os avanços e recuos de um povo, marcado muitas vezes por um coração semelhante à pedra (cf.Jr 6,28).
Mas o olhar da fé consegue ir mais longe ainda. Consegue ultrapassar os limites da história e mergulhar, mesmo que às apalpadelas, nos mistérios do Deus-Amor. O olhar da fé compreende a preservação de Maria como mais um dos inúmeros gestos carinhosos e cuidadosos para preparar a vinda do salvador e para que a humanidade O acolhesse plenamente.
O amor é gratuito. É anterior a toda e qualquer resposta que possamos dar. Para se manifestar, não depende de nós. Por isso, é forte, onipotente, e eterno.
Ora, como não acolher tão imenso amor? Como fechar os olhos e o coração para um amor que já cuidava da humanidade muito antes que ela pudesse perceber? Como recusar um amor diligente e misericordioso, que cuida de cada um de nós desde antes do nascimento?(cf.Jr 1,5).
Se, ainda assim, não soubermos como responder a este amor, voltemo-nos para a Virgem Maria. contemplemos sua vida.
Vejamos em Maria aquela que, tendo descoberto este infinito amor, não temeu atravessar as estradas e montanhas para visitar a prima Isabel, para acompanhar José a Belém, para proteger o Menino das garras de Herodes, para acompanhar o Filho nas agruras do calvário e para recebe-lô, sem vida, aos pés da cruz.
A Virgem Maria é para nós um sinal vivo do amor de Deus. Escolhida para ser a Mãe do Salvador, tornou-se fonte do Amor Divino, irradiando-o por onde passava. E, ainda hoje, elevada aos céus, é para nós fonte de esperança, amor e paz.

Amados de Deus este texto li no folheto da Missa do dia de Nossa Senhora da Conceição no dia 8 de Dezembro, e percebi que muitas vezes pensamos em Maria como aquela que intercede por cada um de nós e falamos dela como a Mãe de Jesus, mas Maria é muito mais que a Mãe de Jesus ela como o texto nos diz é nossa fonte de esperança, amor e paz, pois é exatamente isto que ela nos transmite, sempre uma mulher com força na fé ,esperança em Deus, amor para com todos e a paz no seu imenso coração, esta paz que  precisamos buscar para ter , Maria tinha de sobra, pois ela ao contrario de cada um de nós em nenhum momento deixou de crer em Deus e colocar a sua vida nas mãos D'ele.
Amados que hoje possamos refletir um pouco sobre a nossa fé, que hoje sejamos um pouco parecidos com Maria nesse imenso amor que Ela irradia a cada um de nós.


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Advento



2º Domingo do Avento.
O Senhor vem visitar o seu povo.
Produzamos frutos de conversão.


Entre os grandes personagens do Advento, encontramos a figura do Profeta Isaías, que em seus oráculos messiânicos, como num sonho maravilhoso,anuncia um novo tempo, em que " a terra estará tão repleta do saber do Senhor quanto as águas que cobrem o mar".
Para realizar seu projeto salvítico, Deus não recorrerá aos frondosos cedros do Líbano ou às majestosas palmeiras do oriente, mas lançara mão de um tronco ressequido do qual nada mais se espera: a raiz de Jessé. Desta cepa, símbolo da dinastia de Davi, que havia sido destronada após o exílio na Babilônia reduzindo o povo hebreu à dominação estrangeira, brotará uma nova vida. Na figura de uma criança indefesa que desafia e vence o mal, colocando a mão na cova da serpente, Isaías profetizou entre os povos, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Uma criança que, pelo simples fato de ser anunciada, já representa a definitiva derrota do mal, do qual a serpente é a imagem.
Advento é tempo de sonhar, sonhar com um mundo novo, que não deve ser apenas reduzido às festas de fim de ano, quando as pessoas ficam mais sensibilizadas à solidariedade e à fraternidade.
Advento é um convite a olhar para as folhas secas que vamos deixando ao longo da vida, contemplando tantos troncos ressequidos que são colocados ao longo da nossa caminhada na certeza de que Deus pode renovar nossas vidas, nossas lutas, nossos cansaço. È tempo de sonhar, e sonhar acordado, com os pés firmes no chão, com os corações ao alto, para pôr mãos à obra. Sonhar não custa nada...  Talvez descubramos que sonhar seja apenas um sinônimo da palavra esperança.
Que o profeta Isaías nos faça ouvir a voz que clama no deserto do nosso coração:

"Preparai o caminho do Senhor!"


Texto retirado do folheto da Missa de Domingo



quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Vamos Montar o Presépio do Natal ?

Agora pegue a tesoura, cola, lápis de cor e mãos a obra vamos montar o nosso Presépio espero que vocês gostem.








Espero que todos se divirtam bastante montando este lindo presépio.








Você sabia?



Que a tradição da troca de presentes parece ter origem no nascimento de Jesus. Ainda na manjedoura, ele ganhou vários presentes dos Reis Magos. Assim, ao trocar presentes no Natal, as pessoas estariam repetindo esse gesto. Outra versão conta que a tradição teria surgido na Roma Antiga, na outrora festa da Saturnália, os pagãos apreciavam banquetes, música e ainda trocavam presentes. Algum tempo depois, a festa foi proibida, mas o costume permaneceu.


E sobre a tradição do Presépio você sabia que o Presépio é um dos mais tradicionais símbolos do Natal, surgiu em 1223, através de São Francisco de Assis, que decidiu se inspirar no relato da visita dos Reis Magos ao Menino Jesus.
A ideia era reconstituir o ambiente onde Jesus nasceu e todos os então presentes. O costume difundiu-se entre os cristãos e virou tradição em todo o mundo.
Os Reis magos costumeiramente são retratados em fila, diante da manjedoura, na seguinte ordem : Gaspar, Belchior e Baltazar; os presentes trazidos pelos Reis Magos têm um significado especial.
O ouro é a realeza divina,
O incenso, a transcendência e as orações humanas que se elevam a Deus,
A Mirra é usada para embalsamar os corpos no Oriente e simboliza a eternidade.
O Presépio deve ser montado quatro domingos antes do Natal; a data correta para desmontar é no Batismo de Jesus, que tem data móvel.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Tempo do Advento. O que é o Advento?





• O Advento é o tempo que antecede o Natal.

• É um tempo de preparação e alegria, onde os fieis esperam o Nascimento de Jesus Cristo.

• É um momento de reflexão e arrependimento, ao qual devem promover a fraternidade e a Paz.

• São as quatro semanas antes do Natal.


• A palavra Advento quer dizer “que está para vir”.

• O Advento começa às vésperas do Domingo mais próximo do dia 30 de Novembro e vai até as primeiras vésperas do Natal de Jesus contando quatro domingos.

• Nas duas primeiras semanas, a nossa expectativa volta-se para a segunda vinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor da história, no final dos tempos. 

• As duas últimas semanas, visam em especial, a preparação para a celebração do Natal, a primeira vinda de Jesus entre nós. 


Figuras do Advento


• ISAÍAS

• É o profeta que, durante os tempos difíceis do exílio do povo eleito, levava a consolação e a esperança. Ele anuncia a libertação, fala de um novo e glorioso êxodo e da criação de uma nova Jerusalém, reanimando assim, os exilados.

• As principais passagens deste livro são proclamadas durante o tempo do Advento num anúncio perene de esperança para os homens de todos os tempos.

• JOÃO BAPTISTA

• É o último dos profetas e segundo o próprio Jesus, "mais que um profeta", o mensageiro que veio diante d'Ele a fim de lhe preparar o caminho, anunciando a sua vinda (Lc 7, 26 - 28), pregando aos povos a conversão, pelo conhecimento da salvação e perdão dos pecados (Lc 1, 76s).

• A figura de João Baptista ao ser o precursor do Senhor e aponta como presença já estabelecida no meio do povo, encarna todo o espírito do Advento.

• João Baptista é o modelo dos que são consagrados a Deus e que, no mundo de hoje, são chamados a também serem profetas do Reino, permitindo, na própria vida, o crescimento de Jesus e a diminuição de si mesmo, levando, por sua vez os homens a despertar do pecado.

• MARIA

• Não há melhor maneira de se viver o Advento que unindo-se a Maria como mãe, grávida de Jesus, esperando o seu nascimento. 

• Assim como Deus precisou do sim de Maria, hoje, Ele também precisa do Nosso Sim para poder nascer e se manifestar no mundo.

• Assim como Maria se "preparou" para o nascimento de Jesus, a começar pela renúncia e mudança de seus planos pessoais para sua vida inteira, nós precisamos nos preparar para vivenciar o Seu nascimento em nós mesmos e no mundo, também numa disposição de"Faça-se em mim segundo a Sua Palavra" (Lc 1, 38), permitindo uma conversão do nosso modo de pensar, da nossa mentalidade, do nosso modo de viver, agir etc.

• JOSÉ

• Nos textos bíblicos do Advento, destaca-se José, esposo de Maria, o homem justo e humilde que aceita a missão de ser o pai adotivo de Jesus. 

• Ao ser da descendência de David e pai legal de Jesus, José tem um lugar especial na encarnação, permitindo que se cumpra em Jesus o título messiânico de "Filho de David".

• José é justo por causa de sua Fé, modelo de fé dos que querem entrar em diálogo e comunhão com Deus.


A Celebração do Advento


• O Advento deve ser celebrado com sobriedade e com discreta alegria. Não se canta o Glória, para que na festa do Natal, nos unamos aos anjos e entoemos este hino como algo novo, dando glória a Deus pela salvação que realiza no meio de nós. 

• As vestes litúrgicas (casula, estola etc.) são de cor roxa, bem como o pano que recobre o ambão, como sinal de conversão em preparação para a festa do Natal. 


Os símbolos do Advento

• Vários símbolos do Advento ajudam-nos a mergulhar no mistério da encarnação e a vivenciar melhor este tempo. 

• Entre eles há a coroa ou grinalda do Advento.

• Ela é feita de galhos sempre verdes entrelaçados, formando um círculo, no qual são colocadas 4 grandes velas representando as 4 semanas do Advento. 

• O círculo não tem princípio, nem fim. 

• É sinal do Amor de Deus que é eterno, sem princípio nem fim, e também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar.

• Além disso, o círculo dá uma ideia de “elo”, de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”.


Verde é a cor da esperança e da vida. 

• Deus quer que esperemos a Sua Graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna no final de nossa vida. 

• Bênçãos que nos foram derramadas pelo Senhor Jesus, na Sua primeira vinda entre nós, e que agora, com esperança renovada, aguardamos a Sua consumação, na Sua segunda e definitiva volta.

• As quatro velas da coroa simbolizam, cada uma delas, uma das quatro semanas do Advento. 

• No inicio, vemos a nossa coroa sem luz e sem brilho. 

• Recorda-nos a experiência de escuridão do pecado. 

• A medida em que se vai aproximando o Natal, vamos ao passo das semanas do Advento, acendendo uma a uma as quatro velas representando assim a chegada, no meio de nós, do Senhor Jesus, luz do mundo. 

1. Vela Vermelha: Lembra Isaías, profeta que anunciou 1000 anos antes da vinda do Salvador.

2. Vela Azul: Lembra João Baptista, que anuncia que está próximo o Salvador, orai e preparai os caminhos.

3. Vela  Rosa: Lembra Maria, filha de Israel, que deu o seu Sim e dele nasceu o Salvador. 

4. Vela Amarela

 


Desarmai vossos corações



1º Domingo do Advento
O Senhor vem visitar o seu povo. Estejamos preparados!


Ao iniciarmos o ano litúrgico com o tempo do Advento, recordamos de modo espontâneo a parábola das virgens prudentes que, juntamente com as insensatas, participavam do cortejo nupcial ao encontro do esposo, como era costume na Palestina. Não é por acaso que um dos símbolos mais eloquentes deste tempo seja a Coroa do Advento. As quatros velas que se vão acendendo a cada domingo, simbolizam a espera do Esposo da Igreja que virá nos últimos tempos, que vem a cada dia de nossas vidas, e que veio em Belém como um menino numa gruta fria. Há que acender as velas, porque, quem espera se prepara!
Ao mesmo tempo, esta preparação nos impõe que despertemos do torpor do sono: já é hora de acordar, nos diz São Paulo na carta aos Romanos. O mesmo texto despertou Santo Agostinho de sua grande busca de sentido da vida e o fez acordar para o encontro que transformou sua existência. O Advento nos recorda que, ao  longo da vida, nos preparamos para o definitivo encontro com o Senhor através de uma certeza e uma dúvida: é  certo que o Senhor virá para julgar os vivos e os mortos, e que o seu Reino não terá fim; incerto, no entanto, é quando isso acontecerá. Esta espera, não utópica e passiva, mas numa atitude de quem já prepara a sua vinda, como os pais que, ansiosos, se preparam para o nascimento do filho.
Este é o sentido da profecia de Isaías que anuncia a transformação de espadas em arados e de lanças em foices. Num tempo em que se fala tanto contra a indústria bélica, em que o desarmamento está na ordem do dia, em que a escalada da violência nos enche de perplexidade e revolta, fica para nós o primeiro convite do Advento: preparar-se para o Natal é desarmar o coração do ódio, do preconceito, da inveja, do orgulho... da falta de Amor.


Texto retirado do folheto da Missa de Domingo.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Quando o primeiro raio de sol.


Quando o primeiro raio de sol se fizer presente no teu dia, não te esqueças de agradecer por mais este milagre!
Quando a primeira estrela aparecer aos teus olhos saiba que esta é apenas a primeira que te será dada esta noite,
pois além das outras a lua também virá para te fazer companhia!
Quando o céu escurecer e as nuvens pesadas anunciarem uma grande chuva, perceba os ventos que a antecedem
e vê como sacodem a natureza e fica contente, a chuva que cai alimenta até mesmo a sede da tua alma!
Quando os teus olhos percorrerem as colinas que brotam da tua alegria, sê grato!
Quando permites, a sabedoria te é dada e a comunhão com Deus é presente!
A força está em ti... O amor está em ti... A beleza, a leveza, a doçura estão em ti...
A compreensão, a gentileza e a alegria, são daqueles que entenderam e saborearam o verdadeiro amor.
Saboreie esse amor, e com certeza você será impulsionado a evangelizar.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O céu e terra passarão, mas as Minhas palavras não hão-de passar



Comentário ao Evangelho do dia feito por São Cirilo de Jerusalém (313-350)
Bispo de Jerusalém e Doutor da Igreja
Catequeses baptismais, nº 15 (a partir da trad.Bouvet, Soleil levant 1961, p. 330 rev.)

Nosso Senhor Jesus Cristo virá dos céus e virá no fim deste mundo, no último dia; porque este mundo terá um fim, e este mundo criado será renovado. Efectivamente, uma vez que a corrupção, o roubo, o adultério e toda a espécie de faltas se espalharam sobre a terra e «derramam sangue sobre sangue» (Os 4,2), para que esta admirável morada não permaneça cheia de injustiça, este mundo desaparecerá e surgirá outro mais belo. [...]

Escutai o que diz Isaías: «os céus enrolam-se como um pergaminho, os seus exércitos extinguem-se e caem como folhas mortas de vinha ou de figueira» (Is 34, 4). E o Evangelho diz: «o Sol irá escurecer-se, a Lua não dará a sua luz, as estrelas cairão do céu» (Mt 24, 29). Não nos aflijamos como se fôssemos os únicos que têm de morrer: as estrelas também morrerão, mas talvez sejam ressuscitadas. O Senhor enrolará os céus, não para os destruir, mas para os ressuscitar mais belos. Escutai o que diz o profeta David: «Tu fundaste a terra desde o princípio e os céus são obra das Tuas mãos. Eles deixarão de existir, mas Tu permanecerás; [...] como um vestido que se muda, assim eles desaparecem. Mas Tu permaneces sempre o mesmo, os Teus anos não têm fim» (Sl 101, 26-28). [...] Escutai ainda as palavras do Senhor: «O céu e a terra passarão, mas as Minhas palavras não hão-de passar» (Mt 24, 35); é que o peso das coisas criadas não se iguala ao das palavras do seu Senhor.

Dez Preceitos da Serenidade


Só por hoje tratarei de viver exclusivamente este dia, sem querer resolver o problema de minha vida toda de uma vez.
Só por hoje terei o máximo cuidado com o meu modo de tratar os outros:
Delicado nas minhas maneiras, não criticarei ninguém, não pretenderei melhorar nem disciplinar ninguém a não ser a mim.
Só por hoje sentir-me-ei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz, não só no outro mundo, mas também neste.
Só por hoje adaptar-me-ei às circunstâncias sem pretender que as circunstâncias se adaptem a todos os meus desejos.
Só por hoje dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me de que assim como é preciso
comer para sustentar o meu corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida de minha alma.
Só por hoje praticarei uma boa ação sem contá-la a ninguém.
Só por hoje farei uma coisa de que não gosto, e se for ofendido em meus sentimentos, procurarei que ninguém o saiba.
Só por hoje far-me-ei um programa bem completo do meu dia.
Talvez não o execute perfeitamente, mas em todo caso vou fazê-lo.
E guardar-me-ei bem de duas calamidades: a pressa e a indecisão.
Só por hoje ficarei bem firme na fé de que a Divina Providência se ocupa de mim mesmo como se existisse somente
eu no mundo, ainda que as circunstâncias manifestem o contrário.
Só por hoje não terei medo de nada.
Em particular, não terei medo de gostar do que é belo e não terei medo de crer na bondade. (Papa João XXIII)

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pipocas da Vida


Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre.
Assim acontece com a gente.
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo.
Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa.
Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.
O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre.
Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui.
Com isso, a possibilidade da grande transformação também.
Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou:
vai morrer.
Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si.
Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que ela mesma nunca havia sonhado.
Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar.
São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, se recusam a mudar.
Elas acham que não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho que não estoura.
No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira.
Deus é o fogo que amacia nosso coração, tirando o que nele há de melhor!
Acredite que para extrairmos o melhor de dentro de nós temos que, assim como a pipoca, passar pelas provas de Deus.
Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por alguma coisa...
Mas tenha certeza que quanto mais quente o fogo, mas rápido a pipoca estoura.

Cristo Rei



Cristo Rei_3.jpg
Ó Cristo Jesus eu vos reconheço como Rei do universo sois o autor de toda a criação exerceis sobre mim todos os Vossos direitos, e renovas a minha promessa de Batismo, renunciando a satanás, suas pompas e suas obras, e de modo especial, comprometo-me a usar de todos os meios ao meu alcance para fazer triunfar os direitos de Deus e de Vossa Igreja.
Ó Sagrado coração de Jesus, eu vos ofereço minhas pobres orações para que os homens reconheçam a Vossa realeza Sagrada e o Reino de Vossa paz se estabeleça por todo universo.


Ontem dia 21 de novembro a Igreja comemorou  Nosso Senhor Jesus Cristo como Rei do Universo, sinto a alegria de fazer parte deste reinado divino, cujo Rei é a própria bondade, além de Rei, Cristo é para nós o sol que ilumina o caminho que devemos percorrer rumo ao Seu Reino, seu preciosíssimo sangue derramado na cruz, não só lavou as nossas culpas como também, fez brotar um novo reinado feito de amor e de misericórdia, no qual Ele é, e sempre será o Chefe Supremo.
Nós cremos que Jesus retornará como Rei da glória, e o seu reino não terá fim. No entanto, desde aquele momento, esse Reino já se encontra no meio de nós. Como o bom ladrão, todos nós que carregamos nossas cruzes, podemos escutar no coração as palavras do Rei, que tem a cruz como trono: " Em verdade vos digo, hoje mesmo estarás Comigo no meu Reino."

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Concurso de Redação


Parabéns as minhas meninas por ter alcançado o 1º e 3º lugar no concurso de redação realizado pela Catequese da Paróquia Santa Edwiges cujo tema era: Como Deus é bom!

Parabéns também para Thiago Silvestre catequizando da Catequista Nelma que ficou com o 2º lugar do concurso.

Vencedora foi: Beatriz Marinho G.da Costa
1º ano da catequese - Catequista Rosane.


 Redação vencedora.


 Deus é bom por que ele criou o mundo, fez o homem e a mulher, criou os animais, os frutos e criou o mar e a terra. Ele ama a todos sem diferença podendo ser rico ou pobre, branco ou negro.Para Deus todos nos somos iguais e assim devemos tratar a todos iguais como Deus nos ensinou.
Sua bondade é superior a tudo ele nos abençoa sem interesse de nada, ele nós abençoa por amor. amor verdadeiro de pai, em todas as horas que a gente precisa ele está pra nos ajudar.
Deus cura os doentes com muito amor, ajuda os mais velhos e os necessitados, Deus é muito,muito bom com a gente ele nos deu a vida dele por tanto amor, Deus é tão amoroso que preferiu morrer para nos dar a vida, por isso que Deus é bom!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

2º Lugar - Thiago Silvestre
1º ano da catequese- catequista Nelma


Em primeiro lugar Deus não é bom ele é maravilhoso, Deus é o criador de todas as coisas. Deus criou o mundo as pessoas , a natureza, por isso tudo o que somos e temos , devemos a deus, pois só ele pode nos ajudar a conquistar a resolver todos os nossos problemas.
Deus é o nosso criador, morreu na cruz para nos salvar, isso foi a maior prova de amor que ele nos deu.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
3º lugar - Maria Gabriela
1º ano da catequese - catequista Rosane


Deus é bom por que Ele nos ensinou :
a escolher a Igreja que é bom para nós, é para outras pessoas,
Deus é bom para mim
Ele faz milagres, nos ajuda e a gente tem que louvar, tem que adorar e bendizer, ir a Igreja para amar a Deus e para dar muito amor a Ele, e para os outros não fazer o mal
E amar a todos como deus ama, por isso Deus é bom.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Parabéns a todas as crianças da catequese que participaram deste concurso de redação, continuem assim amando a Deus.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Oração Nossa Senhora das Graças

27 de Novembro


Ó Imaculada Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe, ao contemplar-vos de braços abertos derramando graças sobre os que vo-las pedem, cheios de confiança na vossa poderosa intercessão, inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa, embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas inúmeras culpas, acercamo-nos de vossos pés para vos expôr, durante esta oração, as nossas mais prementes necessidades (momento de silêncio e de pedir a graça desejada).
     Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa, este favor que confiantes vos solicitamos, para maior Glória de Deus, engrandecimento do vosso nome, e o bem de nossas almas. E para melhor servirmos ao vosso Divino Filho, inspirai-nos profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmar sempre como verdadeiros cristãos. Amém.
     Rezar 3 Ave Marias. Depois: Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

sábado, 13 de novembro de 2010

Relíquia de Santa Edwiges



As Relíquias são sinais de Deus que sinalizam a fé da Igreja, e não objetos que poderiam ser classificados como causadores de sorte.Posso eu ter comigo uma tonelada de relíquias, se não me converto, se não vivo o Evangelho, as relíquias de nada servem. A nossa paróquia de Santa Edwiges recebeu este ano uma relíquia de nossa Padroeira, uma relíquia ex ossibus ou seja, um fragmento ósseo. Ao venerar este fragmento devemos ter em mente o exemplo de nossa Padroeira, sua caridade prestada aos pobres, seu exemplo de fidelidade a Cristo em sua igreja. Veneremos as relíquias, assim como Maria Santíssima, São joão e as santas mulheres veneraram o corpo morto de Nosso Senhor descido da cruz.
Rogai por nós Santa Mãe de deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

parte do texto sobre As Sagradas Relíquias escrito no jornal da Paróquia pelo Diácono João Jefferson Chagas, agora Padre João Jefferson Chagas.


"Viva Santa Edwiges!!"

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Meu Querido Deus



Por favor Senhor...
Não deixe que eu me esvazie,que me sinta triste e sem coragem.
Não deixe que eu pare diante de situações difíceis...
Que eu me distancie dos meus sonhos!
Deus...
Só o Senhor tem o poder de me iluminar,
então, faça da minha vida uma claridade plena,
faça que meu coração sinta a luz do amor,
e que eu possa  dar amor ao meu irmão
sem medir esforços.
Deus...
Peço-lhe ainda:
Não me deixe parar nunca,e que minhas esperanças
se renovem a cada dia!

O que é preciso para ser feliz?



A palavra de Deus nos ensina como ser feliz, só que muitas das vezes esquecemos o que é preciso para que realmente sejamos felizes na simplicidade do Senhor, em  Mateus (5,1-12) o Senhor nos apresenta as bem aventuranças, o que isto  é, se não o modo mais perfeito para ser feliz ? Lá esta escrito que bem-aventurados os que neste mundo são puros,mansos e humildes de coração, os que sofrem e são perseguidos, porque será grande a recompensa no Céu.Ao proclamar felizes os que vivem toda espécie de dificuldades neste mundo, Jesus nos convida a dar graças antecipadamente por aquilo que haveremos de receber, na casa do Pai, convidando-nos à alegria, não é cruzar os braços diante das dificuldades e injustiças perante as situações que não procuramos e que não desejamos, mas que muitas vezes ocorrem ao longo da vida. Ao contrário, elas são um convite a não ceder ao pessimismo derrotista, para que, mesmo diante de situações que muitas vezes parecem insolúveis, não percamos a esperança nem nos deixemos abater pela tristeza e pelo vazio sem sentido.
Tomar a cruz que a vida e as pessoas nos apresentam, assim como Jesus assumiu a cruz que os homens lhe colocaram sobre os ombros. A experiência da cruz, por mais pesada que seja, já  nos torna um "pré-anúncio" de uma bem-aventurança. Alegrai-vos e exultai, é essa esperança que não decepciona...
Deus já nos antecipa uma alegria inaudita e sem parâmetros: os sofrimentos presentes não têm proporção com a glória que há de vir.Levemos sempre conosco o forte convite de Deus a sermos santos.Ser santo não significa fugir das adversidades, mas enfrenta-las com a luz e a força de Cristo Jesus. Paz e bem.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Mas forte que a morte





Quem no dia de hoje não tem por quem lembrar, com saudade?
 Mas que por saudades, o dia de hoje é marcado pela esperança do reencontro com os irmãos e irmãs queridos que nos precederam neste mundo rumo a vida eterna, nossa fé nos diz que eles mudaram de endereço; ocultos de nossos coração, estão em comunhão conosco na casa do Pai. Realidade mas certa desta vida, a morte nos questiona, nos assusta; tendemos sempre a fugir desta reflexão, como Maria Madalena na manhã de Páscoa, a Palavra de Deus nos comunica que a morte foi vencida, que Cristo ressuscitou e, vencendo a morte, derramou sobre nós o amor de Deus pelo Espírito Santo.Mas como o amor se propõe e não se impõe, cada um é livre para corresponder a esse amor. Já dizia Santo Agostinho: " Deus que te criou sem ti, não pode te salvar sem ti" Neste mundo , nem sempre estamos conscientes do tesouro que é o amor de Deus.
Também nós, hoje, nos reunimos em oração por nossos irmãos falecidos.
Belo e salutar, santo e admirável é rezar pelos mortos, a misericórdia divina é mais forte do que o mal, e que, mesmo diante da fraqueza humana, o amor de Deus tem sempre a última palavra: nem mesmo a morte nos pode separar do seu amor.


Saudades sim, tristeza não!!

AH! SAUDADE



Ah! Saudade
Dor que vem devagarzinho, de mansinho,
Vai chegando como quem  nada quer...
Se instala sem pedir licença...
Como o vento... é brisa que vai aumentando sem se ver...
Ah!...Saudade...
Tu és a ausência de alguma presença...
És a musa inspiradora dos poetas...
Companheira dos amores perdidos... desiludidos, sofridos...
Dos amores banidos...
Ah!...Saudade...
Lição de vida...
E que lição... que vida...
Vida vivida... aprendida...sofrida.
Lição de quem já amou, sofreu... enfim... viveu.
Ah!... Saudade...
Saudade da infância... das brincadeira... dos lugares...
dos amigos... dos parceiros...falsos ou verdadeiros,
Dos namoros, das musicas, das conversas,
Saudade é dor doida...
Porem,sincera...verdadeira...
Ah!... Saudade...
Enfim... saudade...
Companheira de uma vida inteira...

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ORAÇÃO DE SÃO JUDAS TADEU



São Judas Tadeu, glorioso apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o nome do traidor foi a causa de que fosseis esquecido por muitos, mas a Igreja vos honra e invoca universalmente como patrono nos casos desesperados, nos negócios sem remédios.
Rogai por mim que sou um miserável. Fazei uso, eu vos imploro, desse particular privilégio que vos foi concedido, de trazer viável e imediato auxílio, onde o socorro desapareceu quase por completo. Assisti-me nesta grande necessidade, para que eu possa receber as consolações e auxílios do céu em todas as minhas precisões, atribulações e sofrimentos, alcançando-me a graça que tanto necessito (aqui se faz o pedido particular), para que eu possa louvar a Deus convosco e com todos os eleitos, por toda eternidade.
Eu vos prometo, ó Glorioso São Judas, lembrar-me deste grande favor e nunca deixar de vos honrar como meu especial e poderoso patrono, e fazer de tudo o que estiver ao meu alcance para incentivar a devoção para convosco. Amém.
São Judas Tadeu, rogai por nós!

domingo, 24 de outubro de 2010

CHAMADOS POR DEUS

 Parabéns aos nossos novos coroinhas, que Santa Edwiges cubra com seu mato sagrado cada um de vocês:


 Julianna Costa;
 Marcello Costa
Yasmin Carvalho;
 Ysabelle Fonttin,
 Victor Hugo,
Juann.


Todos nós, seres humanos, somos convidados a participar do serviço à Igreja e ao amor a Deus e aos irmãos. Quando damos o nosso sim a Deus, especialmente pelo Batismo, assumimos o compromisso de anunciar a Boa Nova de Jesus ao mundo. O coroinha também é chamado a dar este testemunho de fé e vida diante de toda comunidade. Para isso, são necessárias algumas atitudes básicas:


1º) Ter um espírito de disponibilidade, isto é, estar pronto para ajudar;


2º) Ser sensível, ou seja, estar atento as necessidades;


3º) Ter um espírito de Equipe: ninguém nasceu para viver com uma ilha no mundo. Precisamos uns dos outros. Portanto, no grupo de coroinhas, não deve estar presente um espírito de competição, mas, de amizade e de fraternidade. Só somos capazes de construir o Reino de Deus, quando nos damos as mãos e assumimos o espírito de comunhão e de partilha;

4º)Ter um espírito de fé: desde cedo precisamos priorizar a nossa espiritualidade. O bom coroinha é aquele que ama a oração e a Santa Eucaristia.
Lembre-se: ser coroinha não é um privilégio, mas um ministério, isto é, um serviço feito por amor a Jesus e a Igreja.
LEMA:
"Antes morrer do que pecar ".


SANTO PATRONO: SÃO DOMINGOS SÁVIO


ORAÇÃO

"Ó Jesus adolescente, que vivias com o Pai celeste em profunda e filial sintonia, aceita nossa dedicação a serviço da liturgia.
Nosso desejo é tratar com respeito, sem preconceito, as pessoas da comunidade, que contam com teu auxilio na difícil caminhada; dá-nos um coração repleto de amor aos pobres e simples deste mundo.
Alimenta-nos com a tua palavra e com os teus ensinamentos, pois queremos te ajudar, ó Jesus, a transformar a sociedade, e assim celebrarmos dignamente, com sinais, ritos e movimentos, a salvação que ofereces hoje e sempre em favor da humanidade"...
Amém!

Veja as fotos:


























Careata pela festa de Santa Edwiges

No dia 17 de outubro, foi realizado em nossa Paróquia uma linda Careata em comemoração ao dia de Santa Edwiges, foi muito lindo, principalmente por vermos o nosso amado Padre Alberto junto a imagem de Santa Edwiges, ele que esteve afastado por tanto tempo por motivos de saúde, voltou com toda a animação que só ele tem e consegue transmitir a cada um de seus paroquianos, no mesmo dia recebemos durante a missa, com toda alegria, os novos Ministros da Eucaristia da Paróquia,e entre eles está a nossa querida catequista Tereza Felix, foi tudo muito lindo e emocionante, foi um domingo de benção. Viva Santa Edwiges!!

Venha as fotos deste dia maravilho.
























VIVA SANTA EDWIGES!!!